Omega Seamaster Ref. 176.001

A Omega, no início dos anos 70, acabou por lançar alguns óptimos relógios desportivos.

Hoje mostramos um Cronógrafo Seamaster, de 1973, referência ST 176.001. Este relógio não é apenas bonito pelo seu mostrador azul mate e caixa em aço arredondado, como também pelo acabamento em aço escovado. Porém, chamo a particular atenção para o movimento que equipa este item.

O calibre Omega 1040 que movimenta este Seamaster é um Lemania 1340 modificado, significativo por várias razões. Introduzido em 1970, o Lemania 1340 foi o primeiro movimento automático cronógrafo a correr em 28.800 bp.

Claro, existe o Zenith El Primero que funciona em 36.000bp, mas 28.800 tornou-se a taxa de oscilação mais comum para a maioria dos relógios nas últimas quatro décadas, graças ao seu equilíbrio de precisão e maior resistencia.

A outra característica única do Lemania 1340 é o uso de um ponteiro cronometro, contador de minutos central.

Como poderão constatar nas fotos, o ponteiro do cronometro dos minutos encontra-se sob o contador de segundos e do ponteiro dos minutos (horas). Distingue-se pela sua ponta de “avião” de cor laranja. Este projecto permite uma leitura rápida e fácil do tempo decorrido.

O sucessor do 1340 foi o calibre 5100 que se encontra em tantos Sinns, Heuers e Tutimas da década de 1970. De fato, o 1340 tornou-se muito caro para fabricar naquela nova era, em que relógios de quartzo japonês invadiam o mercado mundial, muito mais baratos. Assim, o 1340 tornou-se insustentável e foi aposentado em favor do 5100, que introduziu peças de plástico no movimento.

O Lemania 1340 também foi usado pela marca SSIH (precursor da Swatch Group), bem como a Tissot. A Omega fazia o seu próprio calibre 1040 adicionando um indicador de 24 horas dentro do subdial de segundos e aumentando a contagem de jóias de 17 para 22.

A Omega usou este movimento em vários relógios, incluindo o Mark IV Speedmaster e o famoso Seamaster 120, também conhecido como o cronógrafo de mergulho ” Big Blue “. A Omega também modificou o calibre 1040 para usar no Speedmaster 125 de 1973, o que o tornou o primeiro cronógrafo certificado pelo cronometro do mundo. Mais tarde, depois da Lemania passar das mãos de SSIH para Heuer e, finalmente, para Breguet, uma versão do 1340 foi usada no conhecido cronógrafo Breguet Type XXI.

Este cronógrafo Seamaster foi introduzido em 1971 e vendido até 1974, com um mostrador azul ou prata. Poderia ser com uma bracelete de couro ou de aço.
Dado seu curto prazo, o ST 176.001 não é um relógio comum de se encontrar, mas um favorito entre os amantes do vintage Omegas que adoram o seu distinto formato dos anos 70, o mostrador azul e esse óptimo movimento.

Esta peça precisava de manutenção há muito…

A roda inversora estava danificada, foi preciso substituir.

  

Vindo já tudo limpinho

Foi preciso refazer a rosca e substituir o parafuso da roda de acoplamento ao calendário.

Pronto para substituir os vedantes dos puchers e coroa.

E pronto… Mais um item a trabalhar perfeito…
Muito obrigado por seguirem o meu trabalho.

2 comments

  1. César says:

    Olá
    Tenho um ou outro na linha de partida para seguirem para o meu amigo para trabalho idêntico.
    Oxalá posam ter o mesmo fim.
    Um abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *