Recuperação de Tissot, calibre 27.63

Tissot – Calendário indicado por ponteiro

Um pouco de história:

No início de 1940, a Tissot e a Omega trabalharam em parceria na feitura de relógios topo de gama.
O calibre 27 destaca-se como o legado das duas empresas nos primeiros anos em colaboração.
Muito poucas pessoas souberam disto, na verdade o calibre 27  era o verdadeiro legado de uma empresa chamada Lemania que se fundiu com a Tissot e a Omega em 1932.

Este calibre em especial, tem altura 4,7mm, diâmetro 26,5mm… Portanto, um tamanho de 12”’.
Tem 17 joias e trabalha a uma alternância de 18000 A/h, com uma autonomia de  43h.

Eis como foi adquirido… Desculpem as imagens (cedidas pelo vendedor)

Após limpezas e alguns melhoramentos ficou desta forma, fiz questão de manter este item o mais original possível, aliando a uma melhor estética.

Espero que gostem… Qualquer questão, por favor estejam confortáveis…

4 comments

  1. Olá Sr. António

    Muito obrigado pelo feedback… Sim, tem toda a razão sobre a raridade destes espécimes.
    Eu acho-os muito bonitos…

    A Todos os seguidores e visitantes, o meu enorme bem hajam.

  2. Boa noite, excelentes trabalhos. Tenho um Longines de bolso do meu avô para restaurar – faltam mostrador, ponteiros e vidro. Tem apenas a caixa, modelo guarda-pó em prata com as medalhas de prémio e o mecanismo também não funciona. Será que pode restaurar e idealmente colocar a trabalhar? E fazer um orçamento? Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *